Sexta-feira da 18ª Semana do Tempo Comum – 11/08/2017


Clique em “Sexta-feira” para ver a liturgia.

Primeira Leitura (Dt 4,32-40)

Moisés falou ao povo dizendo: 32Interroga os tempos antigos que te precederam, desde o dia em que Deus criou o homem sobre a terra e investiga de um extremo a outro dos céus, se houve jamais um acontecimento tão grande, ou se ouviu algo semelhante. 33Existe, porventura, algum povo que tenha ouvido a voz de Deus falando-lhe do meio do fogo, como tu ouviste, e tenha permanecido vivo? 34Ou terá vindo algum Deus escolher para si um povo entre as nações, por meio de provações, de sinais e prodígios, por meio de combates, com mão forte e braço estendido, e por meio de grandes terrores, como tudo o que por ti o Senhor vosso Deus fez no Egito, diante de teus próprios olhos? 35A ti foi dado ver tudo isso, para que reconheças que o Senhor é na verdade Deus e que não há outro Deus fora ele. 36Do céu ele te fez ouvir sua voz para te instruir, e sobre a terra te fez ver o seu grande fogo; e do meio do fogo ouviste suas palavras, 37porque amou teus pais e, depois deles, escolheu seus descendentes. Ele te fez sair do Egito por seu grande poder, 38para expulsar, de diante de ti, nações maiores e mais fortes do que tu, e para te introduzir na terra deles e dá-la a ti como herança, como tu estás vendo hoje. 39Reconhece, pois, hoje, e grava-o em teu coração, que o Senhor é o Deus lá em cima do céu e cá embaixo na terra, e que não há outro além dele. 40Guarda suas leis e seus man¬damentos que hoje te prescrevo, para que sejas feliz, tu e teus filhos depois de ti, e vivas longos dias sobre a terra que o Senhor teu Deus te vai dar para sempre.

Evangelho (Mt 16,24-28)

Naquele tempo, 24Jesus disse aos discípulos: “Se alguém quer me seguir, renuncie a si mesmo, tome sua cruz e me siga. 25Pois quem quiser salvar a sua vida vai perdê-la; e quem perder a sua vida por causa de mim, vai en¬¬co¬n¬trá-la. 26De fato, de que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro mas perder a sua vida? Que poderá alguém dar em troca de sua vida? 27Porque o Filho do Homem virá na glória do seu Pai, com os seus anjos, e então retribuirá a cada um de acordo com a sua conduta. 28Em verdade vos digo: Alguns daqueles que estão aqui não morrerão antes de verem o Filho do Homem vindo com seu Reino”.

Reflexão

Na leitura de hoje Moisés chama a atenção do povo para a qualidade da experiência que eles fizeram da divindade. Em outros povos, o Sagrado era experimentado como algo distante, ao qual se oferecia sacrifícios, até mesmo humanos, seja para aplacar sua ira, quanto para conseguir seus benefícios. O povo de Israel, no entanto, fez uma experiência absolutamente diferente da divindade e isto constitui propriamente o essencial de sua fé, isto é, um Deus invisível, mas presente em seu meio, a ponto de O chamarem de “Emanuel”, Deus conosco, que se manifesta e é encontrado na história.

O evangelho desta liturgia fala do “seguimento de Jesus”, um assunto importante para a fé cristã. Afinal, não somos seguidores de uma filosofia ou teoria, mas da mensagem viva de Jesus de Nazaré, que é o rosto humano de Deus. Jesus coloca as condições para esse seguimento, que são a renúncia a si mesmo e assumir a cruz. A primeira condição quer dizer esvaziar-se, para aceitar a mensagem, enquanto que a segunda significa assumir os compromissos e possíveis perseguições que vierem, por causa do seguimento.

O evangelho acentua, ainda, que vale a pena perder tudo, para ganhar a Cristo. Neste sentido, a Igreja celebra hoje Santa Clara, que foi uma das primeiras pessoas a se entusiasmar pelo ideal de pobreza vivido por São Francisco. Ambos foram seguidores de Jesus, perdendo o mundo para ganhar o Senhor e ensinando a outros esse ideal de pobreza. Assim como Clara, não tenhamos medo de investir nossa vida no seguimento de Jesus.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *